Nossa Fábrica é um desenho bem organizado do nosso principal Projeto de Impacto Social.

Em junho de 2017, conseguimos bater a meta de arrecadação em uma campanha de financiamento coletivo pela plataforma Benfeitoria.com. Nesta campanha apresentamos ao público o Projeto Fábrica dos Sonhos da Era uma vez o Mundo.

As principais motivações surgiram a partir da necessidade de desenvolver um negócio que atingisse, em diferentes níveis, a comunidade a que pertencemos no Município de Belford Roxo – Baixada Fluminense – e nossas redes. A primeira etapa, portanto, que tirou o projeto do papel, para a concretização, regularização e formalização dos documentos, foi a participação da rede de apoiadores que criamos, e com a qual dividimos este sonho. Com o valor arrecadado na campanha de financiamento começamos a dar então existência ao nosso projeto.

Nosso próximo passo será abrir uma chamada pública, convocando profissionais e estudantes de engenharia, arquitetura e design para planejarem conosco a Fábrica, que precisará estar orientada sobre dois conceitos principais: o de Funcionalidade e o de Sustentabilidade. Queremos construir uma estrutura funcional para a comunidade onde a fábrica será erguida, em que a autogestão de recursos e a preocupação com o ecossistema da região sejam a prioridade.

Numa meta de crescimento potencial, projetamos para que em julho de 2019, nossa Fábrica já esteja pronta e, começando então a desenvolver trabalhos de formação cidadã com mulheres do entorno. Nosso recorte pela capacitação de mulheres negras do Município em questão, foi definido a partir de pesquisas realizadas ao Censo de Belford Roxo do ano de 2015, em que percebemos que numericamente elas são apontadas como as mais desprivilegiadas em relação à aquisição e manutenção de empregos e conquista de estabilidade financeira e familiar. Capacitaremos, portanto, profissionais para trabalharem em áreas ligadas à confecção em tecido, estamparia, sublimação e desenvolvimento de brinquedos e artefatos artesanais.

Dentro de uma perspectiva de um movimento circular de orientação de trabalho significativo, nossa proposta será criar na mentalidade de cada uma das parceiras envolvidas na fábrica, a ideia de que o desenvolvimento de brinquedos afirmativos em que a criança negra é protagonista, se faz imprescindível na medida em que, estatisticamente, dados apesentados em pesquisas recentes, apontam que menos de 10% das bonecas e brinquedos em circulação no mercado brasileiro correspondem ao percentual estimado de indivíduos autodeclarados pretos e pardos, que ultrapassa 55% do total da nossa população.

Aumentando a produção de brinquedos representativos e criando um planejamento estratégico de distribuição desses produtos em nível nacional, nossa expectativa é que até o final do ano de 2022 a Era uma vez o Mundo se consolide enquanto uma empresa referência em brinquedos afirmativos no mercado brasileiro, em que o principal objetivo é a educação para a diversidade.

0
0
0
s2smodern